quarta-feira, 9 de junho de 2010

Falta de vergonha.


Fico péssima no frio. Nada me tira debaixo dos cobertores.

Faço economia até de palavras. Emudeço e desapareço.

Talvez seja uma exagerada, mas não consigo ser diferente.

Para me exibir costumo dizer que me acostumei com frio.

Pura mentira. A bichinha aqui sofre e se desespera. Nadinha esquenta meu corpo nordestino, acostumado com o calor escaldante da minha região semiárida.

Teimosamente, meus músculos travam e meu juízo paralisa.

Nada de reagir e mudar o discurso.

Todo ano é o mesmo lenga - lenga. To me cansando de mim. Só reclamo. Coisa chata. Acabo afastando as pessoas. Fico intragável.

Meu dia só começa quando vejo um raio de sol. Enquanto a névoa se instala, fico reclusa.

Ah, convenhamos, frio é sinônimo de quietude. Agitação não combina com temperaturas baixas.

Festas, oxe, to fora.

Não encontrei roupas que me aqueçam ,e me façam sair, e aguentar as baixas temperaturas fora de minha casinha tão quentinha.

Ah, meninas, exagero quando estou em casa. Vou colocando aleatoriamente roupas e mais roupas.

Viro um embrulho desengonçado.

Oh, coisa mais feia.

O maridão corre as léguas.

O companheiro de tantos anos desiste dessa "coisa" horrenta que fico.

Mal humorada, , cheia das dores, sem vontade de nadica de nada.

Affe, acabo dando razão ao maridão. Desisto de mim. Não me suporto.

Meu Deus , dai-me força e coragem , assim perco a minha perdição de home.

O meu cheiroso evita me olhar e falar qualquer coisa.

O meu principe já foi o rei da paciência.

O meu pedaço de mau caminho, cansou-se da mulé com suas variações de humor.

Tenho que tomar tenência.

Vou acabar sendo despejada.

Ohhhh, penso que nem tudo é culpa do frio . Há baixa dos hormônios, a mente em ebulição, e outras coisas que só mulheres conseguem conviver.

Conseguem conviver? Oh, mentira retada!

To tentando arranjar desculpas.

Falta de vergonha.

Vixe, to é véia mesmo.

Rabugisse declarada e lavrada em cartório.

Sandrinha de Deus, acorda. Vá á luta minha filha. Senão tu vai acabar na rua da amargura.

Pequena reflexâo:" Esse post será uma tragédia ou comédia, dessas que ninguém aguenta ler? Home, vou procurar o que fazer".

Meninas, mil desculpas, voltarei melhor no próximo post.

Cheiros.




3 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Hoje é dia dos namorados e, como amo criatividade, essa propaganda tem tudo a ver:

http://www.youtube.com/watch?v=M4nFe8WL-wQ

Espero que goste.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Márcia disse...

Cumadre! vc esqueceu de falar dos nove pares de meias,que quando vc tira parece uma bota,rsrsrsrsrsrsFiquei com saudades do frioooooooo!bjs

márcia disse...

O jeito é comprar tudo de plástico mesmo!Pq tão jeitosa essa menina,cuidadosa!Aff! bjs