domingo, 12 de dezembro de 2010

Saúde, saia da UTI.


É inadimissível pessoas morrerem em hospitais públicos por falta de atendimento médico.

Costumo ler sobre os baixos salários dos médicos , a falta de especializações; principalmente Pediatria e Clínico Geral , e as péssimas condições de trabalho aos quais nossos profissionais da área médica são submetidos.

Aponta-se motivos, mas o tempo passa, nada se resolve, e os óbitos continuam.

Não sei como são os repasses da saúde para estados e municípios. Só sei que pagamos tributos - e muitos, além do desejado - para que pelo menos o nosso país nos dê serviços públicos que nos atenda adequadamente.

Não consigo entender os motivos pelos quais a saúde no Brasil é um desleixo sem fim.

O valor da vida dos cidadãos estão estagnados ao cúmulo de baixarias vistas e ouvidas na mídia, como os constantes desvios de dinheiro, e procedimentos ilicitos , praticados por cidadãos que se dizem acima de qualquer suspeita.

Moro em uma cidade em que a saúde pública funciona. O PSF ( Programa de Saúde da Família) é atuante e suas equipes bem estruturadas, é exemplo de que quando se usa de honestidade e de seriedade, a coisa funciona e dá certo.

Em certas regiões, principalmente as mais carentes do nosso país ,a coisa está feia. Falta o básico: remédios para dor, febre, e até esparadrapo!

Não posso aceitar que minha Pátria Mãe gentil descuide de seus filhos, desampare-os ao ponto de não agendar quimioterapias, cirurgias de emergência e pronto atendimento para doentes terminais.

Doenças, cirurgias não esperam vagas. Tais atitudes não são compatíveis em um país bonito pela própria natureza.

Que boniteza é essa que mascara as dores de seus filhos amados, e futuros jogadores de futebol?

Espero que a nossa saúde, como dizem certos jornais, saia da UTI, e vença bravamente as doenças das falsas licitações e a tão famosa e fulminante corrupção.

15 comentários:

Liliana Peixinho disse...

E o ministro Temporão ainda tem coragem de ir para televisão dizer que pobre não morre se adoecer. Rico, com acesso aos melhores planos de saúde e com todas as condições para um Vida preventida, está morrendo e feio, quanto mais pobre.
Eu bem sei as dores das filas humilhates do SUS nas coberturas jornalisticas de plantão nos jornais. Um horror, um crime, essa Via Crucis.
Parabens Sandra pela ousadia em denunciar.

Bia Oliveira disse...

Minha indignação é tão grande quanto a sua. Principalmente porque na minha cidade isso pode ser visto o tempo inteiro. A manchetes nos deixam com o coração na mão! O mais difícil é estar de mãos atadas, visto que o máximo que podemos fazer é pagar os impostos, e isso já não adianta nada a muito tempo.

Sanbahia disse...

Liliana (Lili),muito bom seu depoimento, realmente a saúde está muito a desejar em nosso país. Vamos denunciar, essa é a nossa arma.
Grata pela visita a meu blog, volte mais, será sempre bem-vinda.
Um cheiro.

Sanbahia disse...

Bia, a indignação é grande diante de tantos descasos. Saúde é primordial.
Grata pelo depoimento e pela visita a meu blogue.
Um cheiro .

Laura Antunes disse...

Lula: ódio, rancor e mágoa tiraram R$ 150 bi da Saúde
Publicado em 13/12/2010

Lula: "Digo todo dia que não vi nenhum produto no mercado com 0,38% de desconto"
Saiu no blog Os Amigos do Presidente Lula:

Lula adverte: oposição demo-tucana fez mal para a Saúde

O presidente Lula foi homenageado nesta terça-feira pela rede de hospitais de reabilitação Sarah Kubitschek, em Brasília.
Durante o evento disse que, para melhorar a saúde, será preciso encontrar outra forma de arrecadar recursos para a área, já que uma das fontes, a CPMF, a oposição demo-tucana eliminou.
“A presidente da República a gente já sabe quem é. Agora independentemente de quem será o ministro da Saúde, terá uma tarefa imensa de organizar deputados e senadores para encontrar uma forma de financiar a saúde…
… Lembro da fatídica noite do fim da CPMF. Digo isso com certa mágoa. Que só existe uma explicação para terem acabado com a CPMF: Ódio, rancor e maldade. Em um ato de insanidade, em uma noite que não tem explicação, tiraram mais de 150 bilhões da saúde. Digo todo dia que não vi nenhum produto no mercado com 0,38% de desconto”.

Sanbahia disse...

Laura gosto demais quando você visita me blog e deixa seu depoimento.
Grata pela boas informações. Precismos lutar por uma saúde justa para todos.
Grande abraço.

Fátima Oliveira disse...

Sandra, qual é a história que você soube ou presenciou que a motivou a escrever que "É inadmissível pessoas morrerem em hospitais públicos por falta de atendimento médico"? Estou de acordo!
Gostaria de saber porque lendo seu post acho que ficou muito vaga a sua afirmação. Muita gente morre todo dia. Há doenças intratáveis e incuráveis; há casos de acidentes que culminam com a morte, mesmo quando as pessoas são atendidas devidamente.
Morrer é parte do viver. Morre-se por inúmeros causas e por inúmeros motivos, inclusive por falta de atendimento médico.
No Brasil há responsáveis por tais mortes, em dois níveis de gestão: estadual e municipal. Federal, a rigor não diretamente, pois a parcela do dinheiro do governo federal para o SUS é repassada integralmente para todos os estados do Brasil (LEI Nº 8.080 - DE 19 DE SETEMBRO DE 1990 - DOU DE 20/9/90 - LEI ORGÂNICA DA SAÚDE). Desde entãi cumprida integralmente por todos os presidentes da República! Não há como não cumprir poque independe do presidente: o dinheiro sai automaticamente, mensamente do Tesouro Nacional para os cofres estaduais e municipais!
Acontece que há estados e municípios que não colocam um centavo no SUS da sua obrigação constitucional (e por lei financiamento do SUS é tripartite: governo federal, governo estadual e governo municipal). Ou seja, querem fazer SUS só com o dinheiro do governo federal. Aí não dá! Sem falar que há os desvios. Aqui mesmo em Minas um certo governador usou dinheiro destinado ao SUS pelo governo federal pra comprar vacina pra gado! É fato!
Além do gargalho do financiamento há problemas de grstão, incluindo os recursos humanos. E por aí a bola de neve do descaso aumenta.

Laura Antunes disse...

Sandra veja as matérias e comentários do blogue Saúde com Dilma. Há muitos elementos que ajudam a pensar mais e mais e toda a luta da militância da Reforma Sanitéria para garantor um ministro da saúde que seja apaixonado pelo SUS:
http://www.saudecomdilma.com.br/

Sanbahia disse...

Fátima, soube por esses dias que uma gestante em minha cidade não foi atendida devidamente - o médico foi em casa alegando que poderia esperar. E o dito profissional, diga-se de passagem, precisava descansar.
Resultado: o caso se complicou e a criança morreu.
Suas informações sobre o repasse de verbas do SUS, citando o artigo é de grande importãncia.É desses esclarecimentos que o grande público precisa saber.
Hoje lendo os jornais leio sobre o beneficiamento irregular de uma servidora e presidente do Instituto de Pesquisa e Ação Popular (IPAM). Infelizmente a desonestidade está em vários setores do governo.É desanimador.
Um grande abraço.

Sanbahia disse...

Laura que bom você retornar ao meu post. Fui até o site e li alguns textos. Vamos ficar na torcida, e como você disse: que seja escolhido um ministro apaixonado pelo SUS.
Um grande abraço e grata pelo seu comentário.

Sanbahia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcello Sena disse...

Mana querida!!!Isso reflete infelizmente a impunidade em que nossos políticos agem no nosso maior bem precioso que é o cuidado da nossa saúde e da vida em sí, principalmente dos menos favorecidos que carecem não de um favor, mas de um dever que esses políticos de colarinhos brancos prometem a cada eleição e nunca cumprem!!!O direito à saúde é o mínimo que um ser himano merece como qualidade digna de vida!!parabéns pelo seu texto!!!

Sanbahia disse...

Cello, a sua visita a meu blogue me deixou muito feliz.
Meu querido, grata pelo seu comentário. Como você diz: "todo ser humano teveria ter direito á saúde", e isso é direto adquirido, será?
Um abraço e cheiros.

Geyme disse...

Oi querida!!!

Que bela e importante escolha de tema tratado!! Tenho escutado falar muito bem do Brasil aqui na Alemanha e por toda Europa, já adquirimos uma visao internacional de "país em desenvolvimento", que ultrapassará logo a Inglaterra em termos de "potencia economica", Só falta agora, depois de toda essa propaganda positiva a respeito de nosso país, educacao, saúde e seguranca serem colocadas em prática. Assusta-me a ideia de que pessoas morram nos corredores de hospitais, que nossos velhinhos nao sejam bem tratados e que as criancas nao estejam na escola. Está na hora de deixarmos de ser um país de blá blá blá onde brilha o sol e a beleza e este governo comecar a respeitar e tratar com dignidade seus cidadaos. Brasil tem que ser bonito fora de casa, mas principalmente dentro!!!

Ah!! Deixei um "presente" pra vc lá no Boutique: http://geyme.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade-mas-tem-que-merecer.html

(nao se sinta obrigada a participar, é claro!!)


Aproveito para desejar-lhe um feliz natal e próspero ano novo, com muita saúde, paz e amor!

Beijo grande!!!!!!!!!!!!!!!

Sanbahia disse...

Geyme, receber sua visita em meu blog é tudo de bom.
Maravilhoso seu comentário.
Nosso Brasil é lindo , mas certos fatos o enfeiam e nos deixa triste. Saúde , Educação e Segurança para o seu povo o deixará bem mais bonito.
Um cheiro e Feliz Natal para Você tembém.