terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Virada do ano com painho e mainha.


Se bem me alembro...,  falandu meió; eu num queria era  me alembrar. Mas, nois não manda nos pensamento. E,  oiá que os danado dá trabaio aos nossos neurônio. Haja sofrimento e confusão.Vou acabá tomanu um tarja preta e ficá leve e molenguinha de tanta lerdeza boa. Vou dormir tal qual uma condenada. Oh, dilícia, senhor!

 Peço tanto ao meu Pai Nossosinhô  Jesus Cristo, Nosso Sarvador pra acarmar meus nervos, minha cabeça doida e agoniada.

Oh, irritação qui se dana em ficá, e atrapaiá  meus dias.

To braba, tal qual muié de cangaceiro.

Oxe ,mas 2012 teve suas cachorradas,canalhices. Coisa de fazê nóis arrancar os cabelos das venta se fosse possivi.

Oxente, qui dá vontade de torcer o pescoço de muita gente besta, isso dá.

 Só de alembrar de argumas situação pra euzinha me espatifar no chão de tanta reiva.

Sabe de uma coisa? Num vou mais me aborrecer me alembrando dos descaramento de 2012,não. É só ler jorná qui todo santo dia tu encontra mais e mais semvergonhice, istupidez de todo genero e grau.

Vou ficá carma. Sinão acabo tendo um infarto, um acidente vascular grave, e adeus mundo cruel.

Acho mió, é pensar qui to em meu sertão.Isso sim me desatormenta das idéia qui me corta o coração.

Inté sinto o ar puro da minha caatinga, iscutu o pocotó dos jumentinhos, o canto do pássaro preto, o cheirim de mato, o brilho do sol qui me deixa numa suadeira lascada, e as coçeira e ardença na pele de tanta muriçoca e potó.

Bom mermo é me refrescar nas barragem a chupar manga-rosa, umbu, jaca, sem ligar se amanhã vai ser assim ou assado.

E, depois, pra me incher os zoio de incantamento, inxergá as noite de lua cheia a tomá conta do terreiro em  que numa rede me estiro igualzinha uma Cleopátra sertaneja.

Pessoá , lá vem 2013 montadu numa estrela,.Acho que ele tem sentimento por nóis, o probrema é nóis judiá dele, num fazê nossa parte.

Deixemos de trololó ,e abraçemo com vontade esse ANO NOVO que de tão novo cheira a criança que saiu da barriga de sua mainha.

Deus do céu e da terra abençoe nóis em 2013, e nos dê a sabedoria de buscá nossa filicidade.

Um cheirinho  procês meus bichinhos bunitim, que habitam meu coração baianinho. To indo, mas num vou isquecê nem um instante docês meus incanto, incantadores .

Agora cum a licença docês vou-me de vez, pois Genaro , um jegue lindo e vistoso, chegou pra me carregá em viagem cheia de trilhas ecológicas inté a Bahia, para euzinha passar a virada do ano com painho e mainha, visse?

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Papai Noel do sertão.


Lá vem o Papai Noel do sertão montado num burrico a chupar umbu, lamber rapadura corajoso qui só!

Nunca vi num sertão tão quente a peste de um home vestido de vermelho, com uma barba qui parece branca mais num é!

Oxente, a barba já avermelhou há muito tempo. Nestas estradas de chão não tem barba que sobreviva limpinha.

Tombém... , acredite meu irmão, este filho de uma égua é louco das ideia!

O coitado do burrico tá com os caçuá cheio.

O bichinho num ta agüentando não.

Valei-me minha Nossa Senhora, meu Santo Antonio, meu padim Padi Ciço! Deve de ser mirage, esse home de vermelho num ixiste....?

O homem aperta os olhos, passa as mãos como a limpar as vistas.

A criançada se junta.

O avermelhado para.

O homem se assusta.

O vermelhão desce do burrico apressado agarrando as calças que teimam em cair.

Segue mato adentro e some. Ninguém entende o acontecido.

Oxente, to aqui a matutá os meus miolo. Cum certeza o vermelhão tá com uma dor de barriga lascada. Tava pálido o infeliz.

Coitado, pensa que é fácil ser Papai Noel no sertão? Quanta ilusão! Até teve as boa intenção o cabra.

O burrico arria as patas. O bicho tá cansado. Dá dó

.Colocam água. O animal parece agradecer.

Mas e o tal homem, cadê?A criançada fica na espera. Agoniam-se.

De repente o tal home, o Noé que falam na televisão aparece só de ceroula e chapéu de vaqueiro na cabeça.

Faz-se silêncio.

As mulheres se escondem.

A criançada se inquieta, cerca o homem e o burrico.

O ex Noé começa a mexer nos caçuá a destribuir jenipapo, jerimum, farinha, feijão de corda, jaca, cajá e garapa de umbu pra quem quisesse.

Aquilo virou uma festa.

Hum, oxe, tá vendo mirage! Esse é o verdadeiro Noé do sertão... visse!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cocoito pá Zezuis.


Este post é para Maiane, Mariane, Belinha, Davi e Rafinha.

-Nenê qué cocoito. Só qui mamãe num dá a nenê. O que nenê faiz? Nenê come condido.


- Hummmmmmmmmmmm, cocoito gotozoooooo! É de chocoiate.


- Nenê se suzou todo de cocoito. Xiii, mamãe vai bigá cum eu.


- Cê num conta pá minha mamãe não, viu?


- Cocoito dói baiga de nenê. Aiiiiiiiii, nenê choia. Nenê num gota de dodói.


- Bauioooooo, óiiiiiiiiiii!!!! Mamãe tá ataiz de nenê? Vou conder bem condidinho.

- .....

_ Psiuuuuuuuuu, mamãe tá pocuiando eu.

- ......

- Hihi, hihi, hihihihi.


- Cof, cof, cofffffff.


- Assooouuuuuuuu, mamãe assou euuu!


- Mamãe me abaçouuuuu fotiiiiiii.


- Me samou de bagunçela e comedola de cocoito.


- Mamãe num bigou cum eu não.


- Nenê tá filizzzzz, pode comê montãoooooo de cocoito de chocoiate, e ganha abaço e bezinho da mamãe!

- Ingaçado , mamãe num bigá! Assu qui é pu que um menininho nasceu. O nome dele é Zezuis e ele gota de nenê, da mamãe e de toda as quiançinha.


- Assu qui vou dá um cocoito de chocoiate pá Zezuis. Zá voto,viu?




sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Feliz Natal com muita Saúde para todos nós.


O Natal está chegando e 2010 se despede. Vamos então com novas esperanças para o 2011 que desponta.


Como se diz, Ano novo, vida nova!


Que as esperanças se renovem, mesmo diante de fatos desagradáveis que insistem em nos tirar do sério.


Vamos confiar no novo governo que vem ai. E como diz o ditado popular: "A esperança é a última que morre ".


Não devemos ser pessimistas, mesmo que a tentação nos afronte, nos deixe desconfortantes diante destes manchetes de jornais:


"União atrasa repasse e SUS fica á beira do caos".


" Deputados federais e senadores, aprovaram, em tramitação relâmpago,aumento salarial para eles mesmos,presidente da República, e os ministros de governo".


" Os consumidores que pagaram cerca de sete bilhões a mais para as distribuidoras de energia elétrica entre 2002 e 2009 não receberão o dinheiro de volta".


Para amenizar as muitas e "inesperadas" notícias que deixam nosso povo tupiniquim desnorteado, vamos a uma boa, excelente notícia que nos fará rir de orelha a orelha:


"Norte americano é curado de AIDS após um transplante de células-tronco da medula "


Estamos vencendo essa doença que matou e nos deixa tão vulneráveis.


Este , sim, é um verdadeiro presente de Natal para toda a humanidade.


Respiremos e agradecemos ao Pai do céu tão grande graça.


Feliz Natal ,e que a comunidade médica seja abençoada com mais descobertas de curas para outras doenças que fazem tantas vítimas fatais em todo nosso Planeta.


Um cheiro procês.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Saúde, saia da UTI.


É inadimissível pessoas morrerem em hospitais públicos por falta de atendimento médico.

Costumo ler sobre os baixos salários dos médicos , a falta de especializações; principalmente Pediatria e Clínico Geral , e as péssimas condições de trabalho aos quais nossos profissionais da área médica são submetidos.

Aponta-se motivos, mas o tempo passa, nada se resolve, e os óbitos continuam.

Não sei como são os repasses da saúde para estados e municípios. Só sei que pagamos tributos - e muitos, além do desejado - para que pelo menos o nosso país nos dê serviços públicos que nos atenda adequadamente.

Não consigo entender os motivos pelos quais a saúde no Brasil é um desleixo sem fim.

O valor da vida dos cidadãos estão estagnados ao cúmulo de baixarias vistas e ouvidas na mídia, como os constantes desvios de dinheiro, e procedimentos ilicitos , praticados por cidadãos que se dizem acima de qualquer suspeita.

Moro em uma cidade em que a saúde pública funciona. O PSF ( Programa de Saúde da Família) é atuante e suas equipes bem estruturadas, é exemplo de que quando se usa de honestidade e de seriedade, a coisa funciona e dá certo.

Em certas regiões, principalmente as mais carentes do nosso país ,a coisa está feia. Falta o básico: remédios para dor, febre, e até esparadrapo!

Não posso aceitar que minha Pátria Mãe gentil descuide de seus filhos, desampare-os ao ponto de não agendar quimioterapias, cirurgias de emergência e pronto atendimento para doentes terminais.

Doenças, cirurgias não esperam vagas. Tais atitudes não são compatíveis em um país bonito pela própria natureza.

Que boniteza é essa que mascara as dores de seus filhos amados, e futuros jogadores de futebol?

Espero que a nossa saúde, como dizem certos jornais, saia da UTI, e vença bravamente as doenças das falsas licitações e a tão famosa e fulminante corrupção.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Respeito aos professores


Aluno de faculdade particular em BH mata professor a facadas. Essa foi a triste manchete dos jornais da capital mineira neste dia que se comemora o Dia da Imaculada Conceição.

Estou chocada. A que ponto chegamos? Não há nada que justifique esse crime brutal.

Tenho boas recordações da minha vida estudantil. Tive professores fiéis a sua profissão e por incrível que pareça, orgulhosos de seu trabalho . Eles são meus exemplos de verdadeiros mestres dedicados e amigos.

Só o fato de não gostar do professor, ou ser reprovado em sua matéria, não é motivo para lhe tirar a vida.

O que está acontecendo com nossa juventude? Que tipo de valores foram passados pelas suas famílias?

Na minha época de estudante o professor era respeitado e valorizado. Era inadmissível levantar a voz, quanto mais....matar!?.

Com muita honra fiz o antigo e agora extinto Magistério. Ser concluinte desse curso era o sonho de muitas meninas na minha cidade.

Porém, com o caminhar dos anos a profissão de professor foi desvalorizada. Que o diga os salários baixos,a precaridade das salas de aulas, entre outros problemas. Com isso tudo, veio a frustração da classe que não mais sentia prazer em estar em salas de aula.

Dificilmente, encontra-se professores satisfeitos. Ainda mais sendo alvo de loucos varridos que os enfrenta, agride e os mata?


Meu maior agradecimento é aos meus professores do antigo primário. Eles me tiraram do analfabetismo. Ensinaram-me o b, a, bá.

Impossível esquecer as suas mesas cheias de cartilhas, livros de leituras, caligrafias e tabuadas.

Seus rostos simpáticos, carregados de paciência, dava-me segurança na hora da lição, e sabatinas - dessas corria ás léguas, era totalmente avessa aos números. Nunca vi saber contar nos dedos com tanta rapidez.

Pena que nos dias de hoje os alunos sejam tão deseducados com seus Mestres, A falta de limites, o deboche, a falta de punição os fazem senhores da situação, levando-os á violência física , muitas vezes levando o professor ao óbito- o caso do aluno de BH infelizmente não é único.

Está mais do que na hora dos poderes públicos intervirem. O professor precisa trabalhar em locais em que  pelo menos  sua integridade física seja  preservada.

Avancemos Brasil!

Imaculada Conceição


Hoje é dia da Imaculada Conceição, padoeira da Bahia, e como boa coincicidênca de algumas cidades mineiras também.

Em Belo Horizonte, Ela é reverenciada e, seu dia é considerado dia Santo na capital mineira.

Minha santinha, tu cooperaste até nisso para que me tornasse de fato baianeira.

Coisa linda, os meus dois estados queridos, unidos e abençoados pela Mãe do céu.

Oração a Imaculada Conceição: Virgem Santíssima, que fostes concebida sem o pecado original e por isto merecestes o título de Nossa Senhora da Imaculada Conceição e por terdes evitado todos os outros pecados, o Anjo Gabriel vos saudou com as belas palavras: "Ave Maria, cheia de graça"; nós vos pedimos que nos alcanceis do vosso divino Filho o auxílio necessário para vencermos as tentações e evitarmos os pecados e, já que vós chamamos de Mãe, atendei-nos com carinho maternal e ajudai-nos a viver como dignos filhos vossos. Nossa Senhora da Conceição, rogai por nós.

Um cheiro e que a Imaculada Conceição abençoe vocês.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Vitória do Fluminense.


Ontem diante da telinha vi o tricolor das Larangeiras ser campeão brasileiro. Fiquei emocionada, feliz.

Já gostei mais de futebol. Hoje quase não assisto.

No meu estado não tenho preferência por times.Meus irmãos se dividem entre Bahia e Vitória. Até hoje não me decidi. Acho melhor torcer para quem está jogando melhor, assim agrado a todos.

Fiquei decepcionada com o futebol brasileiro. Acho uma vergonha as pancadarias, brigas que levam muitos torcedores a morrer inutilmente.

Aquela alegria deu lugar ao medo. Ir a estádio virou motivo de pânico. Não se sabe o que vai acontecer entre as torcidas organizadas.

E para completar nosso futebol tão admirado virou empresa. Jogadores são negociados por valores absurdos.Com isso viram deuses e muitas vezes esquecem suas origens, e se deixam levar pela vaidade e soberba.

Em Minas por influência do maridão sou Cruzeiro. Sou encantada pelo azul de sua camisa. O azul celeste fascina-me.

Pena que exista tanta rivalidade com o Galo. Esses dias noticiaram que um cruzeirense foi morto em confronto com rivais atleticanos. Não devia ser assim. Os dois times merecem se unir, não deveriam jamais usar o futebol como campo de batalha.

Muitas vezes torço para o Galo também quando joga com times de outros estados. Antes de tudo sou mineirinha de coração. Minas Gerais é única, e é por esse Estado que me acolheu amorosamente que torço fielmente.

Parabenizo meu time Cruzeiro pelo vice -campeonato. Apesar das turbulências no primeiro semestre, o time soube encontrar seu caminho e fazer bonito no Brasileirão.

Ao Fluminense o meu muito obrigada. Esse título é uma homenagem silenciosa a meu tio João, fiel torcedor que foi enterrado com a camisa de seu time amado. Sei que onde estiver está radiante.

Como grande violonista que era, meu tio agora dedilha em seu violão as notas do hino do seu time de coração junto ao anjos lá no céu: " sou tricolor de coração...."

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Genaro e a fala de Lula


Olhem o que nosso presidente falou sobre o desemprego alarmante dos jegues: "O presidente Luiz Inácio Lula da Silva demonstrou ontem preocupação com a geração de emprego, mas para os jegues do Nordeste. Em discurso na entrega do Prêmio de Desenvolvimento Regional, Lula enfatizou o crescimento econômico das regiões pobres e avaliou, com ironia, que o desenvolvimento está provocando o desemprego dos animais secularmente utilizados para transporte e carga, que estão sendo trocados por motocicletas".

Oxe, quem deve de tá gostano dessa história é Genaro. Primeiro devo apresentar-lhe essa figura maravilhosa: Genaro é um jegue vistoso, de olhar provocativo. Faz um sucesso enorme com as meninas. É só o bonitão aparecer para assanhar as jeguinhas.

Genaro não consegue ser fié, já perdeu as contas de quantos fios colocou no mundo. Diz ele que não resiste as investida safadinhas das jeguinhas. Nunca em sua vida deixaria uma jeguinha solitária sem a sua presença e carinho.

O probrema todo é que Genaro, líder dos jegues, burricos da região, já traçou seu plano de abandono ao trabalho há muito tempo.Cansou das injustiças. As cargas eram tão pesadas que quase arrebentaram sua coluna vertebral. Muitos de seus amigos , doentes, magros, desnutridos, foram morrendo a míngua sem nenhum atendimento justo dos patrões.

Nunquinha nessa vida tiveram salário, trabaiavam para receber comida e abrigo. Sofriam de escravidão, tal qual os cativos vindos da África. Muitos patrões disgramentos nem os acolhia nem lhes davam de comer. Se morressem eram substituídos por outros, num valiam de nada mermo. Pobres jeguinhos.

Genaro deu graças a Deus a vinda das tais motocicletas. Num gosta muito do barulho das máquinas. E nem das acrobacias dos motociclistas. Acha que muitos deles num tem amor a vida e morrem fazendo ultrapassagem perigosas. Tem veiz que passam parecendo que tão voando, levam quem tá na frente, num respeitam ninguém.

Genaro até que tentou junto ao Estado indenização para os jegues. Não o escutaram. O animal esperneou e recebeu adesões de outras classes de bichos.Foi uma verdadeira revolução no sertão. Mas, como se sabe nem sempre a justiça é feita em nosso país.

Inconformado, nosso ativista criou a Associação dos jegues boa - vida do sertão, por nada nesse mundo voltariam a ser burros de cargas de ninguém.

Para sobreviver , faz uma fotos aqui e acolá. Até venceu um BBB!

Vixe,nosso amigo arrebentou. De jegue labutador, injustiçado a celebridade!

O novo artista, se diz um jegue feliz.

Após tantos anos na labuta ficou com uma hérnia de disco que as veiz lhe aborrece.

Lembrança de um tempo que ficou para trás.

Recentemente entrou no pilates e tem tido uma boa melhora , até os remédios abandonou.

O bonitão, artista gosta mesmo é de se embrenhar na caatinga e namorar as jeguinhas.

Da fala de Lula, Genaro agradece, mas acha mió nosso presidente oiá outras coisa mais urgentemente urgentíssimas no nosso Brasil.