sexta-feira, 12 de março de 2010

Displasia mamária.


Só durmo de barriga pra baixo.

Que tormento estas últimas noites.

Acabei-me de vez.

Oh, dor alucinante!

Mulher tem cada coisa.

Sofrimento danoso, inexplicável.

Completamente revoltada.

Pai do céu devia compartilhar nossos abusos dolorosos com os homens.

To tão cansada de sofrer.

Injustiça demais.

Hoje to chateada. P... da vida.

Vou desabafar um tiquinho só:

@%¨*+&$####+++&&&&&

Alívio emocional. Mas, a dor continua.

O pior é olhar pros dois.

Nem se importam.

Estão até mais imponentes, engrandecidos.

Orgulhosos, amostrados, isso que são.

Não respeitam a dor alheia.

Parecem air bags.

Os coitados tão com displasia mamária.

Eu não mereço, eles sim.

Já basta sentí-los incomodar, mensalmente. Todos os dias não dá pra aguentar.

O terror é que pesam, e esquentam.

To perdida.

Mãe do céu, tu que és mulher, sabes bem o miserê que me encontro. Socorrei, esta tua tão devotada filha.

Meninas, vou parar por aqui.

Vixe.

Ai, dor da p....!

Obs. Eu não falo palavrões.

2 comentários:

Maria Lúcia disse...

Que Nossa Senhora das Dores interceda e a alivie de toda a dor!
PAZ!

Restier disse...

Putz, espero que esteja melhorando, isso é meio tenso mesmo, já foi no mastologista ou no seu ginecologista? Tá acontecendo todo dia mesmo ou só alguns dias antes do período menstrual? Os analgésicos dão conta?
mas de qualquer forma, se chegar a precisar, a cirurgia é tranquila, mas talvez nem chegue a tanto.

Melhoras Sandra, força aí!