sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Tragédia na região serrana do Rio de Janeiro.


Rostos tristes ,desesperados entrecorta meu dia e me faz solidária com os desabrigados e com os que perderam pessoas queridas nas enchentes da região serrana do Rio de Janeiro.

Impossível não nos envolver com tanta destruição e dor.Famílias inteiras soterradas, cidades embaixo de água e cobertas por lama. Uma realidade que adentra nossas mentes e, nós, incrédulos, relutamos para entender por que tal tragédia esteja acontecendo outra vez.

Cenas que se repetem em época de chuvas pesadas num país tropical , lindo pela própria natureza, paraíso de turista , porém totalmente displicente em suas questões habitacionais.

Fala-se em tantos motivos, mas soluções se emperram até que mais uma tragédia aconteça para que conversas, promessas se repitam e acabem engavetados em prefeituras do país.

Sou leiga em questões urbanistas. O pouco que sei é que o problema da habitação em meu país já beirou o caos.

O pobre sem dinheiro vai morar no morro. O rico com dinheiro constrói com alvará da prefeitura pousadas em áreas de risco porque o local é bonito, e o retorno financeiro com o turismo é fato consumado.

Irónico destino que se detém em classes distintas, criadas por uma sociedade discriminatória ,mas que na hora da tragédia são sujas de lama , levadas pela enchurrada em direção á morte.

Rezemos, meus amigos, pelos que perderam suas casas, filhos, pais, mães, e demais parentes e amigos em mais essa tragédia.

Peçamos ao Pai do céu , que lhes dê paciência, fé, e que não desistam de recomeçar. Pois apesar da dor a vida continua.

Meu abraço e meu carinho a todos vocês da região serrana do Rio de Janeiro.

8 comentários:

Marisa Mattos disse...

Este é mesmo o assunto de todos os blogs atualmente...que pena,não é?
Lindo seu cafofo...virei sua seguidora...

Laura Antunes disse...

O que mais dói é que são tragédias que poderiam ser evitadas. Não precisavam ter acontecido

Sanbahia disse...

Mrisa bom ter você em meu blog, grata.
o assunto do momento não poderia deixar de ser essa tragédia que mais uma vez se repete no Rio.Precismos falar, denunciar, não deixar que essa catastrofe se repita.
Um grande abraço.

Sanbahia disse...

Laura, mais uma vez encontro seu depoimento. Agradeço demais sua gentileza.
Penso como você. pelos anos que acontecem esses tipos de tragédias, os poderes p[ublicos já deveriam ter tomado providências.
Um abraço carinhoso.

Bia Oliveira disse...

Acho que todo mundo está extremamente empático nesse momento. É de doer o coração ver no jornal o que está acontecendo com o pessoal lá no Rio, e em São Paulo também.
O que nos resta é ajudar, né? Todas as cidades têm postos de doação, fica a dica aí, pra quem quiser se doar um pouquinho.

Sanbahia disse...

Bia, vamos ajudar nossos irmãos caroiocas, paulistas e mineiros. As chuvas se espalham pelo sudeste, e nós precisamos unir foças para levar carinho e abrigo para quem perdeu tudo.
Um grande abraço.

CARIRI CANGAÇO disse...

Sandrinha, é duro! Vamos em frente e fazer o que é possível para alertar as possíveis próximas catastrofes que poderão vir. Um de meus filhos está viajando ao Rio para junto com outros voluntários assitir aos desabrigados.

Abraços,

Severo

Sanbahia disse...

Severo, seu Cariri danado, gosto demais quando você me visita.Muito bonito a atitude de su filho. Apalausos para ele e os demais voluntários que estão lá na região levando um pouco de seu amor para seu próximo.
Um grande abraço para você.