quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Viver e desviver


Quando ouvia falar em cirurgia me arrepiava. Vinha em minha mente o bloco cirúrgico. Frio e silencioso.

As pessoas a meu redor de branco, com máscaras tapando metade dos seus rostos.

A sensação era de morte mesmo, confesso.

O cheiro forte do éter, ajudava a compor minha cena de horror.

Já fiz duas cirurgias. As cesarianas dos meus meninos.

Sabiam que faz tanto tempo, que parece não as ter feito?

Dizem que esquecemos o que nos traz más recordações. Mas, conceber meus filhos , mesmo numa sala fria com cheiro de éter, foi emocionante.

Isso jamais apagarei da minha mente.

Ter filhos é maravilhoso . E ser mãe é realmente divino!

Por isso que os homens tem tanto despeito.

A sensação de trazer um ser dentro de nós é privilégio nosso!

Então, abençoadas, sejamos nós , mulheres.

Ultimamente, não sinto mais tanto pavor de hospitais, pessoas de branco, bloco cirúrgico.

Se tiver que fazer cirurgia, não ficarei tão apavorada, nem com sensação terrível de morte.

Se estamos ali naquela sala é para expelir o que o nosso organismo rejeita. São os nossos lixos.

Há pouco tempo, pessoas queridas passaram por cirurgias difíceis. Elas me ajudaram a repensar sobre esses meus medos.

Elas souberam me passar sobretudo a grandeza da fé de cada uma delas. O verdadeiro sentido do que é viver e "desviver".

Meu coração se acalmou de repente. Sinto que tudo na vida é realmente passageiro.

Deixemos levitar nossos espíritos ao encontro da amorosidade do Pai e da Mãe da Terra e de todo Universo.

Só assim, minhas amigas, coseguiremos vencer os nossos medos.

Uma pequenina, e carinhosa, observação: "Sei que falar, escrever, aconselhar é fácil. Muitas vezes a realidade dos fatos nos faz esquecer as teorias. Mas, mesmo assim, eu me esforçarei para vencer esses meus medos. E claro, que vocês também se esforçarão para vencer os de vocês. Medo, pânico, só nos atrasam a vida . Não nos levam a nada! Concordam comigo"?





2 comentários:

Restier disse...

Concordo sim Sandra!
Lindo o texto!

bjos =*

Sanbahia disse...

Gustavo, grata pela seu comentário.
Abraços.