sábado, 23 de janeiro de 2010

Minerim safado.


"Que coisa mais sem graça. Não aceito mesmo. Oh, coisa tola de se falar.Retada estou. Retada estarei".

Os meu queridíssimos homens da minha vida resolveram pegar no meu pé.

Os "chatobos" de plantão não se conformam com meu sucesso.

Ciúmes?

Despeito?

Tadinhos. Posso fazer nada por vocês, meu amorecos.

Fico brava, mas não dou o braço a torcer.

São coisas tão sem importância!

O negócio é rir . Não me abalar.

Não tenho culpa de ser baiana.

Eles não são. Aliás , um deles, o meu filho mais novo, é baianinho, sim.

Não tenho culpa, e adoro ser baiana, como também adoraria ser mineira. Mas, isso já sou um pouco. Moro em Minas há quase quinze anos. A gente vai se apaixonando E dai para amar, basta pouco , ou nada.

Pena que esses meus homens lindos gostem de "zoar" com a mãe deles.

Falam que exagero no meu sotaque.

Enfatizam que gosto de exibir o meu baianês.

Acho que esses menininhos no íntimo de seu ser, adoram a minha forma especial de baianar.

Falam por saberem que esse sotaque dengoso, alegre, e cheio de graça, agrada mesmo.

Há um destaque na nossa falinha que é especial.

O mineiro adora.

Acho que aos seus ouvidos soa melodioso e engraçado.

Eles riem e se divertem, mas também ficam encantados.

Ei, meninas queridas, eu encantei um deles, viu?

O bichinho de poucas palavras, ressabiado, e come quieto, gostou da baiana requebrosa .

Rsrsrs.

Oxe, baiano canta, sem saber cantar.Dança ,sem saber dançar, e é alegre á toa.

Não dá para resistir.

Ai, como sou pretensiosa! Tenho que me conter.

Assim os meus meninos acabam tendo razão.

Psiu, Sandrinha, tu não tá com a bola toda.

Genteeeeeee, não estou falando que to com a bola toda. Não sou rainha da cocada preta.

Sou comedida. Sei onde piso, e sei quando estou falando demais.

Pra acabar com essas milongas, quero dizer que respeito todos os sotaques do meu pais. Cada um tem sua particularidade e algo que fascina.

Somos um pais de muitas culturas. Isso nos enriquece.

Sou fã de carteirinha do sotaque dos "mineirim."

São tão mansinhos, e quando resolvem atacar vão pelas beiradas e conseguem tudinho.

Vixe , Maria, o meu mineirim fez isso.

Ai! Conquistou meu coração. Deixou-me mais dengosa do que sou.

Xi,dominou-me.

Oh, bixim fogoso, sô!

Calma ,mineirim safado.

Pensando bem. Assim que eu gosto.

Rsrsrsrsrsrssr.





Nenhum comentário: