terça-feira, 1 de março de 2011

ABC do sertão


" Lá no meu sertão pro caboclo lê tem que aprender outro abcêeee." O Jota ,gente, é jiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii", e esse jiiii ficou em minha mente que não sai nem que a vaca "tussa." Enganchou, faz parte da minha vida, não desgruda . Parece Super Bonder a peste do som.

Não adianta tanto estudo se aprendi desde criancinha outro abecedário. A mente fixou, e eu me estrepo todinha até hoje, acreditem, pelo amor de Deus!

Mulher véia, estudada, e com a dúvida do som do jiiiiiiiiii, que não é jota de jeito maneira.

Viciei-me nesse som de jiii que não tem na face da terra regrinha de português que dê jeito.

Como posso me viciar num som. Os outros não confundo tanto, mas o jiii, que é jota , é meu calo, minha ferida aberta que não sara nunca.

A regra é clara: Uso de g/j

Emprega-se letra g:


Nas palavras terminadas em –ágio,-égio, -ígio, -ágio, -úgio. Exemplos:
Pedágio, colégio, litígio, relógio, subterfúgio.
Nos substantivos terminados em –gem, exceção feita a pajem,
lagem e labugem. Exemplos:
Vertigem, coragem aragem, margem.

Emprega-se a letra j:
Em palavras de origem indígena e africana. Exemplos:
Pajé, canjica, jibóia, jirau.
Exceção: Sergipe.

Mesmo sabendo que existem tais regras , a dúvida bate e o som aprendido e martelado em minha cabeça no pré -escolar vem e pronto..., é uma acabação, erro injustificado para quem estudou linguistica.

Agora sejamos justos, saber bem o português é difícil.Certas plavrinhas e regras nos pegam de surpresa. Para quem escreve a revisão é fundamental. Só que mesmo revisando somos enganados. Precisamos estar atentos e revisar incansadamente. E nisso eu sou relapsa. Não deveria, mas sou.
To é me julgando mal. Vocês devem pensar: para blogar precisa saber escrever, e escrever bem. Total razão para vocês. A bonitinha aqui tem que tomar tenência senão está fora, demitida da blogosfera. Atenção é a palavra chave para meu modo desatento de ser.

Com minha avoação dou umas vaciladas que para mim são imperdoáveis. Errar é humano, mas persistir é teimosia ou...., não vou dizer, a culpa é do meu abecedário meu povo, o danado não me larga, não dá um tempo.

Preciso de uma lavagem cerebral.Lavagem? Viram? Escrevi certinho. Não tem som de jiii. O negócio fica feio com monge, viagem(substantivo) , viajem ( verbo ) e por ai vai.

Pai do céu, adoro meu abecedário, mas livrai-me dos sons que tanto me atrapalham a escrita e me faz uma blogueira insubordinada.

Segue, para vocês me darem um pouco de razão , a letra que Gonzagão fez junto com Zé Dantas para a música ABC no Sertão.

Lá no meu sertão pros caboclo lê
Tem que aprender um outro ABC
O jota é ji, o éle é lê
O ésse é si, mas o érre
Tem nome de rê
Até o ypsilon lá é pissilone
O eme é mê, O ene é nê
O efe é fê, o gê chama-se guê
Na escola é engraçado ouvir-se tanto "ê"
A, bê, cê, dê,
Fê, guê, lê, mê,
Nê, pê, quê, rê,
Tê, vê e zê.

...mas, uma coisa é certa. Não falamos viajota, falamos viajiiiiiiiiii.....é som de ji e pronto.

6 comentários:

Laura Antunes disse...

Olá Sandra, uma belezura de post. Amei

Sanbahia disse...

Laura, sua visita a meu blog é sempre muito bom. Grata pelo comentário. Volte sempre.
Cheiros.

Edna Amorim disse...

Achei muito legal e criativo

Sanbahia disse...

Edna, beleza você em meu blog. Volte mais será um grande prazer.
Um abraço grande.

Lya Lukka disse...

Sandra me confundo com algums regras desse portugues também, poxa é tanta regra kkk Salve o google ou o Aulete rsrsrs
Lindo seu blog, tô me apaixonando, parabéns amiga, bjs.

Sanbahia disse...

Lya me confundo muito com as regrinhas, decorá-las como? Recorramos as gramáticas e google como você mesmo escreveu.
Um grande abraço.